Together - A Louca dos Signos (ou talvez não tão louca assim)

quinta-feira, novembro 19, 2020

A imagem mostra um céu noturno, brilhante e cheio de estrelas. Abaixo, na linha do horizonte, estão várias silhuetas escuras de árvores, parecidas com pinheiros

Esse vai ser um post polêmico. Não porque eu tenho intenção de ser polêmica, mas porque falar de signo, em uma perspectiva cética, nos tempos de hoje, é mexer em um vespeiro. Quando vi que esse era o tema do together do mês de novembro, fui logo pensando "ihh, vou participar disso não", mas aí vi que não tinha participado de nenhuma outra blogagem coletiva anterior, e se não participasse agora... bem, teriam consequências (mentira, eu só ficaria de fora do projeto com oportunidade de voltar depois)... Pra deixar bem claro que a minha relação com os signos já começa assim: querendo evitar o máximo possível tocar no assunto e dando voltas em torno de algo bobo e sem sentido pra não falar de signo propriamente dito, porque sei que vai na contramão do que as pessoas acreditam e eu vou ouvir um tanto por causa disso. 

Mas vamos lá, a proposta é essa né? A verdade que eu acho tudo uma grande bobagem. Uma desculpa que as pessoas arrumam pra justificar comportamentos duvidosos, socialmente inaceitáveis, que talvez até precisem ser revistos. Eu nunca vi alguém receber um elogio e dizer "sim, sou gentil porque sou de câncer", geralmente é "sou possessiva porque sou de touro". As características boas são da personalidade de cada um, do individuo, algo único daquela pessoa, mas os defeitos, ah, esses são dos astros. Apesar de começar assim essa introdução, não sou tão radical (juro). 

Parte de mim realmente acredita que talvez tenha algo nos signos que possa ser levado a sério. Talvez a pessoa que começou isso tudo tenha se fundamentado em alguma observação séria do mundo, ou que essa seja uma daquelas situações em que "há mais entre o céu e a Terra do que sonha nossa vã filosofia". Eu não acho que seja falta de inteligência acreditar em signos como muitos argumentam por aí. Jung, um psicólogo que eu respeito muito, fazia mapa astral. Então, eu dou alguma credibilidade pra astrologia em si, mas nenhuma pro uso em massa que se faz dos signos e de como as pessoas argumentam em cima disso. Astrologia de Twitter definitivamente não é meu forte.

E pra provar que não faço tanto desdém como possa parecer, eu já fiz meu mapa astral. Já li muita coisa sobre. Meu signo solar é aries. Que inclusive, é aí que começa o problema. Muita gente me diz que eu não acredito em signos porque meu signo solar não bate com a minha personalidade, que se batesse, eu acreditaria (um argumento duvidoso em favor da astrologia, penso eu). E então, essas pessoas argumentam que o signo solar não é suficiente, que eu preciso ver o ascendente, que é peixes. O ascendente bate com minha personalidade, então as pessoas concluem "viu? é isso, o ascendente" e se dão por satisfeitas. Mas o ascendente não parece ter importância pra pessoa que é pão dura porque é de touro, ou pro vaidoso que é de leão. Nessa caso, só o signo solar é suficiente. Pra mim, é contraditório. Parece que as pessoas vão chutando qualquer casa astrológica até acertar uma que bate com a personalidade da pessoa. Se não for o sol ou a lua, é vénus, aquário, peixes, sabe-se-deus-mais-o-que. 

Outra coisa que me irrita um pouco nas pessoas fãs de signos é que o signo se retroalimenta. Até mesmo não acreditar é uma característica do signo, em que alguma casa no mapa astral justifica o ceticismo das pessoas. Não tem escapatória. Me lembra um pouco as aulas de psicanálise em que quem discorda das ideias do Freud é porque não entendeu ou está em negação. Ou, como dizem os psicanalistas, recalcou a verdade porque era dolorosa demais pra aceitar. Eu detesto esse tipo de argumento. Faz parecer que existe uma verdade única e apela pra sentimentos de pertencimento e medo para que as pessoas aceitem "a verdade". E cá entre nós, é de uma arrogância sem tamanho.

Dito tudo isso, eu gostaria de dizer que achava que tudo era uma grande piada, até perceber que as pessoas estavam falando realmente a sério. Eu não me importo muito que as pessoas de fato acreditem em signo, que façam seus mapas e troquem ideia sobre isso, desde que não tentem me "converter" a loucura dos signos. Que me expliquem porque signo é real ou tentem encontrar motivações para a minha não-crença. Não quero fazer parte, e estou tranquila no meu canto.

Como sinal de amizade, vou deixar meu mapa astral, que fiz em 2017 (eu sei que não muda, viu?) e que mantenho salvo no computador pra quando alguém vem insistir pra eu fazer o meu. Não consigo ver o panorama todo mas sei uma ou outra coisa sobre o signo solar, ascendente e algumas casas. Não vou me importar que alguém faça a leitura (na verdade até gostaria) mas que não tentem argumentar pra me converter a astrologia. É a atitude que todo mundo toma e já estou um pouco cansada disso. Sendo assim, meu mapa:

[editado]

Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva de Novembro do Together, um projeto para unir a blogosfera! Para saber mais, clique aqui.

 A imagem mostra um selo roxo com os dizeres "blogagem coletiva" e no centro "together" que é o nome do projeto que organiza as blogagens coletivas mensais


Você também pode gostar

2 comentários

  1. Oi, Marina! Obrigada por comentar no meu blog ♥
    Esse lance de signos me faz revirar um pouco os olhos, confesso. Acho que é mais por causa das pessoas do que do assunto em si. Acho que você descreveu na sua postagem muito melhor que eu que dei a louca que falei que não acreditava e é isso lol

    Também tenho a mesma impressão que signos tiveram um motivo, um fundamento, mas que se perdeu um pouco ao longo dos anos. Até onde sei, foi usada como uma ferramenta para identificar fenômenos no céu e saber onde é cada lugar. Por isso um número de constelações imensas, além dos 12 signos. Astrologia de Twitter passo bem longe, porque é mais um lance de "você vai ter sorte hoje" e eu fico "?????????????????????".
    No começo achava divertido até, mas acho que meu lado cético começou a me cutucar até não acreditar mais.

    Sobre o Mu de Áries, ele meio que faz um teste com os outros cavaleiros mas não chega a lutar a sério com os mesmos. Mas ele é um cara legal sim! :D

    Entrevista de emprego perguntar signo é o fim da picada né? Espero que não esbarremos com estas pessoas de "RH".

    Beijos ;*

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  2. Marina, confesso que já acreditei muito nisso, hoje não mais, parece que algo se perdeu, talvez por isso eu tenha deixado mais de acreditar, apesar de ainda dá uma olhadinha rsrs. Beijos querida!

    mulhernovaera.com.br

    ResponderExcluir

Leio tudo com carinho e respondo sempre que posso. Não escreva aquilo que você não gostaria de ler ♥ Para dúvidas ou sugestões use a página de contato;

No mais, agradeço o comentário e a visita. Volte sempre! ♥

Arquivo do blog

Publicidade